BLOG BMJ

Bolsonaro - O começo do fim?

20/03/2020 15:19:44 / por Victor Brandão

O dia 18 de março pode ser considerado o início de um novo ciclo na política brasileira. Em um momento que as panelas voltaram a ser batidas, o Artigo 85 da Constituição Federal, que disciplina o impeachment foi assunto pesquisado pela maioria¹ da população de 19 unidades da federação, precisamente depois do início do panelaço. O internauta pôde verificar que o impedimento é um fato político/jurídico.

 

Se no âmbito jurídico ainda está afastada a possibilidade de cometimento de crime de responsabilidade, na esfera política as panelas indicam o que os institutos de pesquisa apontam há algum tempo: a base de sustentação de Jair Bolsonaro está derretendo. Pesquisa publicada pela CNN Brasil² indica que a avaliação ruim ou péssima do governo subiu de 38% para 41% - por outro lado, avaliações como ótimo ou bom caíram de 29% para 26%. Por gravidade, os políticos que o apoiam no Parlamento podem redefinir suas prioridades, como já acontece de maneira velada em relação à dificuldade de aprovar matérias prioritárias para o governo, como a PEC do Pacto Federativo e o Marco Legal do Saneamento Básico.

 

A pífia previsão para o crescimento econômico deste ano, os seguidos circuit breakers na Bolsa de Valores e o vertiginoso aumento na cotação do dólar, minaram as expectativas em gerar os milhões de empregos que são necessários para acalmar o ânimo da população. Para atenuar este cenário, o ministro da Economia, Paulo Guedes, aposta na aprovação das Reformas Tributária e Administrativa, o que certamente não deve acontecer em 2020.

 

A popularidade de Bolsonaro deve sofrer novo revés após a inepta gestão da crise no caso coronavírus. Ao minimizar a pandemia e chamar o fato de “histeria”, Bolsonaro recebeu fortes reprimendas de outros atores políticos, além de ser o gatilho para o panelaço, ainda que tenha recebido, no mesmo dia, manifestações de apoio.

 

Ao comparar com o último caso de impeachment, é possível verificar que o quadro de Bolsonaro é melhor que o de Dilma Rousseff, acossada por inúmeras denúncias de corrupção que feriram o PT por muitos anos e por inúmeras manifestações em todo o país que pedia sua saída. Sem este fardo, Bolsonaro ainda pode terminar o mandato, se apresentar resultados econômicos e moderar o discurso, o que já foi registrado nas interações com a imprensa após o panelaço.

 

¹ Dados do GoogleTrends

² https://www.cnnbrasil.com.br/politica/2020/03/19/crise-faz-cair-avaliacao-do-governo-bolsonaro

Tópicos: Jair Bolsonaro, Impeachment, Coronavírus, Panelaço

Victor Brandão

Escrito por Victor Brandão

Victor integra a equipe de Relações Governamentais da BMJ e lidera o escritório de Belo Horizonte. Já trabalhou no Executivo (Instituto Nacional do Seguro Social e Empresa Brasil de Comunicação), Judiciário (Supremo Tribunal Federal e Tribunal Regional Federal da 1ª Região) e Legislativo (Câmara dos Deputados). Atua na área de Relações Governamentais desde 2009, lidando com os setores de tecnologia, farmacêutico, defesa, têxtil, mineração, energia, petróleo e química. Bacharel em Jornalismo pelo Centro Universitário IESB, Victor é pós-graduado em Comunicação Pública pela mesma instituição e possui MBA em Relações Governamentais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Morou na Austrália onde estudou Business & Marketing.

Assine nosso Newsletter

Posts Recentes